img-blog-cam

Câmera de vigilância e vida particular das pessoas

Atualmente as câmeras de vigilância (também conhecidas como câmeras de segurança), têm sido amplamente utilizadas para fazer monitoramento de residências e de pontos comerciais. Vale ressaltar que, as primícias no que se refere a utilização das câmeras de segurança eram instaladas somente em residência e comércios para evitar a invasão de assaltantes.

No entanto, atualmente elas também têm sido utilizadas em locais públicos como praças, avenidas, entre outros locais. O principal objetivo dessas câmeras é fazer a segurança pública para pessoas que trafegam por tais localidades.

foto-cam

Nas grandes cidades as câmeras de segurança tem sido o principal instrumento para ajudar a polícia em desvendar crimes, pois quando acontece qualquer ação as imagens das câmeras de segurança são recolhidas para análise, permitindo assim, que, na grande maioria das vezes, se faça por descoberto os responsáveis pela ação criminosa.

Nos dias atuais é concebível que estudantes sejam monitorados pela utilização de câmeras em instituições de ensino, donos de empresas monitorem seus funcionários, e familiares monitorem suas residências (fazendo-se uso de câmeras e equipamentos de vigilância modernos, é possível que o monitoramento seja efetuado a distância). No entanto, as câmeras de vigilância, em casos distintos, também são empregadas para utilizações pouco categóricas, ou seja, sendo instaladas para monitorar locais privados, como, por exemplo, toalhetes, consultórios, entre outros.

Síntese do direito à intimidade e à vida privada

O artigo 5° X,CF da constituição relata com clareza que o direito à intimidade e à vida privada são partes integrantes do princípio da dignidade das pessoas como uma garantia fundamental.

“Art. 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, `a liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

X – são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação.

Devido a atual situação que estamos vivendo no mundo, as câmeras de segurança conquistaram seu espaço e cada vez mais vem sendo utilizadas para monitorar ambientes públicos, residências e até mesmo comércios, sempre tendo o objetivo principal de manter a segurança das pessoas em questão, pois, as câmeras de vigilância são capazes de cumprir com o monitoramento de locais onde os riscos são maiores.

foto-cam2

Para garantir uma proteção de nível elevado na vida das pessoas, o meio mais comum e, que comumente se utiliza, direciona-se para a adoção de um sistema de monitoramento com câmeras, todavia, em algumas situações as câmeras de vigilância podem vir a se apresentar como um grande inimigo para as pessoas, pois, em uma situação de ocorrência criminosa concretizada, as imagens capturadas pelas câmeras são recolhidas para análise, e, neste caso, é onde a intimidade de muitas pessoas acaba por vir a tona, entrando em evidencia e exposição frente aos responsáveis pela análise.

Esses tipos de situação acontecem principalmente com câmeras de monitoramento de vias públicas, onde as imagens são armazenadas e ficam a total disposição da justiça em caso de alguma ocorrência criminosa.

No entanto, elas são de grande utilidade quando se trata de descobrir ações de assaltantes ou de pessoas que porventura agiram de má fé em vias públicas, por isso, elas contribuem e muito na segurança pública das cidades.

Melhores informações juntamente com produtos de altíssima qualidade podem ser encontradas diretamente em nossa loja virtual, acesse: www.tudosegcftv.com.br e confira grandes ofertas com preços imbatíveis.

Você poderá gostar de:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *